Loading
A carregar Eventos

Workshop no Porto

03/03/2020 @ - 03/03/2020 @

03 Mar -

Coimbra

Um golo de Gabriel, aos 95 minutos, deu a vitória ao Benfica frente ao Famalicão. No jogo da primeira-mão das meias-finais da Taça de Portugal, os ‘encarnados’ marcaram primeiro por Pizzi, de penálti, mas permitiram a reviravolta dos nortenhos, com golos de Pedro Gonçalves e Toni Martinez. Rafa voltou a empatar, antes de Gabriel fazer o golo da vitória aos 95 minutos.

Apesar da vitória, este acaba por não ser o melhor dos ensaios para o Benfica, antes da deslocação ao terreno do FC Porto, num jogo que pode decidir muito do título da Primeira Liga. Uma vitória deixará os ‘encarnados’ com dez pontos de vantagem, na liderança.

 

Na antecâmara do clássico no Dragão, que pode deixar quase resolvida as contas do campeonato, Bruno Lage optou por fazer algumas alterações neste jogo, já a pensar no encontro com o FC Porto do próximo sábado. Ferro, Vinícius e Rafa ficaram no banco, dando os seus lugares a Jardel, Chiquinho e Seferovic. Destaque para Vlachodimos, que fez a sua estreia na Taça de Portugal (Zlobin defendeu as redes do Benfica nos anteriores encontros). Já o técnico João Pedro Sousa trocou de laterais esquerdos, fazendo alinhar Coly no posto de Alex Centelles. Roderick também ficou no banco.

Numa Luz com pouco público (jogo a começar às 19h15 a uma terça-feira), o primeiro sinal de perigo é do Benfica, com Chiquinho a atirar por cima logo aos 10 minutos, a passe de Pizzi. Quatro minutos é Pizzi a testar Vaná, num livre direto, mas o guarda-redes ex-FC Porto defendeu com os punhos.

Os famalicenses, melhores neste jogo em relação ao da Primeira Liga (derrota por 4-0 aqui na Luz), tinham mais bola, mais paciência, na construção, explorando o espaço no meio e também nas laterais, com os Gonçalves, Pedro e Diogo, e ainda Fábio Martins, muito interventivos. Quer em ataque posicional, quer em ataques rápidos, os homens de João Pedro Sousa criavam perigo. Aos 17 minutos, surgiu a melhor oportunidade de toda a primeira parte: Diogo Gonçalves foi lançado por Racic na direita, centrou de pronto ao segundo poste onde apareceu Pedro Gonçalves sozinho, a atirar para fora. O ex-Benfica tinha tudo para marcar.

Com pouco espaço e com muitas dificuldades em ligar com os homens da frente, eram as arrancadas de Taarabt que iam empurrando o Benfica para a frente. Seferovic, muito solicitado, andou quase sempre em posição irregular. Aos 27 minutos chegou a atrasado a um centro venenoso de Pizzi. Até ao fecho da primeira parte, destaque para dois cabeceamentos para fora: Seferovic aos 31, a passe de André Almeida, e o próprio André Almeida aos 45.

 

Details

  • Start:
    Mar 03 @
  • End:
    Mar 03 @
  • Cost:
    250€
  • Event Category:

Organizer

Marta Almeida

Venue

Coimbra

Rua 44Portugal

  • Phone:
    4555454554